sexta-feira, 26 de junho de 2009

Adeus Michael...

Morre Michael Josef Jackson, e com ele sinto que morreu a esperança e a ilusão dos anos 80.
Assim como aconteceu com sua carreira, aconteceu com nossos sonhos, a princípio com uma força juvenil, uma explosão de hormônios, um sucesso.

Mas o desajuste dos anos 90 e depois, dos nossos dias atuais, esmagaram esta ilusão de que tudo é possível neste mundo onde, de verdade, só os mais fortes sobrevivem.
Morreu antes dele até a sua própria imagem: de negro que venceu o preconceito, a violência dentro do próprio lar, numa época que, para os pais, a disciplina e a surra ainda estavam lado a lado. Morreu antes, pois já havia se transformado tanto que já não remetia mais àquele Michael dos Jackson´s 5 e do lançamento de Thriller. Morre o espírito da "Geração Coca-Cola".

O que fica é a incógnita do que levou o artista que mais fez na música pop mundial a se transformar mais do que os tempos em que ele viveu ?
O resgate da infância perdida, que o fez se aproximar perigosamente de crianças na sua idade adulta e a comprar um castelo e batizá-lo "Neverland" como em Peter Pan ?
O preconceito que venceu com o dinheiro o fez querer se tornar o que não era ?
Uma homossexualidade não assumida talvez ?
Afinal, quem ou o que era Michael Jackson ?

De qualquer forma, ao menos para este que vos escreve, ele deixará saudades, saudades esta que eu já sentia mesmo antes da sua morte, de um Michael e de uma época que já não existia mais.






Fim da greve !!!

Ufa !!!
Não estava aguentando mais.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

GREVE !!!

Já que faz uma semana que ninguém comenta, estou em greve !!!

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Ecologia X Individualismo



Ecologia:


Tema em pauta, muito em pauta, mas de quem é a responsabilidade?


Com apenas uma pequena parte deste tema quero que todos pensem, o que é mais ecológico, recolher a merda do cachorro ou não ?


Todo animal caga, defeca, evacua, nós inclusive, acho que não precisaria nem citar isto, mas tem gente que não faz isso com freqüência, então é bom lembrar.


Mas e aí, qual a diferença da merda do cachorro para todas as outras ?


Tá, eu também já pisei numa, mas só não piso na sua poque usamos o banheiro e eles não.


Mas e a responsabilidade ? Por que a prefeitura só se responsabiliza pela merda se ela estiver ensacada ? E a nossa ? Ela vai desembalada e os serviços públicos se responsabilizam mesmo assim.


Está tudo errado, usamos temas ecológicos para poluir mais. Ou será que o nosso medo da comparação, a luta contra a nossa condição, de animal, mamífero, mortal não nos deixa ver que é muito mais limpo desviar da merda, lavar o sapato se não conseguir evitar este encontro ou ensacar o que, na primeira chuva já estaria longe, muito longe dos seus pés ?


Não, é muito melhor ensacar, assim ela demorará 300 anos para ser achada, dentro do saco plástico, invenção mais imbecil do século passado. E não corre o risco de sujar a sola dos nossos lindos sapatos. Muito melhor !!!


Venceu o indivudualismo.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Atleta X Escola



Lendo o comentário da minha amigona Déia, me toquei.
Aqui é diferente, por isso somos diferentes.
Assistindo a filminhos de estórias de adolescentes sempre vejo que, principalmente nos Estados Unidos, o atleta, para se fazer, tem que tirar boas notas para aí sim, fazer parte da equipe.
Pesquisei a respeito aqui na internet e vi que uma minoria quase ínfima dos atletas no exterior (EUA e Europa) é descoberta nas ruas (até por que quase não existem crianças fora da escola).
Nossa, será que é por isso então que um atleta do nível do Adriano, o Imperador (ele é da linhagem Orleans e Bragança ?) não teve estrutura para agüentar a pressão lá fora? Será que é por isso que nossos atletas são velhos ? Será que é por isso que o nosso vocabulário inexiste ? Será na política também é assim ? Será, será, será ?????????

quarta-feira, 17 de junho de 2009

É chegada a hora ???

No último domingo (14/05/09) três milhões e meio de pessoas compareceram à parada GLBTYKRJXYZ (ex-parada gay). Legal.
Não fui, primeiro por estar de castigo por conta de um acidente que me imobilizou e também por não querer demonstrar apoio à baderna que este tipo de evento se torna e por não fazer parte de nenhuma das letras desta "minoria".
Não quero também boicotar, achincalhar ou me dizer contra esta ou aquela opção sexual, comportamental ou qualquer outro al que possa haver.
Creio que o dia em que possamos viver em paz com as nossas iguais diferenças, seremos realmente dignos de sermos chamados de "humanos", por enquanto tenho visto que somos mais selvagens do que o tudo o que chamamos "selvagem".
Mas, devido ao grande número de participantes de uma dita "minoria" fico pensando se não é chegada a hora de irmos para a rua para protestarmos novamente, contra esta pouca vergonha de Senado Federal (que fede a merda), a esta pouca vergonha de prefeitos bêbados dirigindo por aí e da cara-de-pau dos que são nossos representantes.
Quantos de vocês iria numa parada de insatisfeitos, de caras-pintadas do século 21 ???
Esperariam a Globo convocar ou seríamos capazes de usar esta ferramenta maravilhosa que é a internet para divulgar uma data, uma hora para mostrar que estamos insatisfeitos ???
Vejo no jornal que no Irã, país fundamentalista muçulmano, onde o protesto é repreendido até com morte e, mesmo assim o povo lá usa a internet para mostrar ao mundo o que acontece, colocando suas vidas em risco, mas não se inibindo.
E nós, o que nos falta para aprendermos a reclamar, o que temos a perder ???
Ou será que a nossa mentalidade pequeno-burguesa nos impede a tal ponto de não conseguirmos nem mais enxergar que estamos é pobres, podres, fechados em nossos mundinhos e que esta cambada de espertos está nos tirando tudo e nós não fazemos NADA, nem reclamamos.
É, a ditadura fez direitinho o que o imperialismo americano pediu, nos calou com esmolas e não reclamamos mais.
Não, em mesa de boteco não vale, pois aí o teor etílico não nos permite agir com razão e sem razão não há mérito. Não podemos dirigir um país bêbados, pois o risco de colidir com nós mesmos é grande.
Mas o que quero com este blábláblá todo ?
É chamar vocês, amigos, inimigos, colegas, desconhecidos a assumir um compromisso com você mesmo, com seus filhos, com seus pais, avós, enfim, com todos que vivem aqui no Brasil a RECLAMAR, protestar, sair a rua e gritar: CHEGA !!! Gritar Fora Sarney e seus parentes, fora Lula e sua esmola, fora traficantes e o seu terror, fora tudo o que nos fere e magoa.
Intimo a todos a marcar a data da PARADA DA MAIORIA !!!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Um viva aos perdedores !!!

Estou sem TV à cabo e, ultimamente, estou condenado a ver Faustão aos domingos (acho que é menos pior do que o Gugu).

Um dos blocos que o pessoal aqui de casa tem assistido com freqüencia é o Dança dos Famosos (acho que é isso), que este último domingo (07/06/09) teve um "acidente" com o ator portugês Ricardo Pereira (nada contra o ator, pelo amor de Deus, fãs).

Oras, ele caiu durante a dança !!! Se realmente fosse um concurso sério e de julgamento competente, deveria ou ser desclassificado ou ter a sua pontuação seriamente descontada.

Mas somos adoradores de todos os coitadinhos, "ah, ele estava se esforçando tanto, darei um nove pra ele".

, caiu, leva 4, 5 e se não ficar, prepare-se melhor e volte ano que vem, sem cair, claro.

Só quero com isto ilustrar esta mania que a maioria das pessoas tem de achar que tudo é injustiça e que todos são coitados.

Só vejo este tipo de acontecimento se efetuando na "Incompetente América Católica" cantada por Caetano.

Venho prestando concursos públicos e, sinceramente, não sou muito de mergulhar nos livros, por isso ainda não assumi nenhuma vaga. Será que se eu conseguir uma péssima nota os aplicadores me considerarão um "coitadinho" e me darão a vaga ???

Tomara que não.

Se não sabe em quem votar...


- Ac.-TSE, de 29.6.2006, no MS no 3.438 e de 5.12.2006, no REspe
no 25.585: “Para fins de aplicação do art. 224 do Código Eleitoral, não se
somam aos votos anulados em decorrência da prática de captação ilícita
de sufrágio, os votos nulos por manifestação apolítica de eleitores”.


Ou seja, os votos nulos, ao contrário do que muitos mal-informados dizem, não são computados.

Não vão para os que possuem maior votação, não vão para lugar nenhum, pois o voto nulo é também um direito de manifestação apolítica. Além disso, se os votos nulos forem superiores a 50% dos votos será marcada nova eleição:


- Art. 224. Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do País nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do Município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais
votações, o Tribunal marcará dia para nova eleição dentro do prazo de 20
(vinte) a 40 (quarenta) dias.


Mostremos a nossa insatisfação. As eleições serão ano que vem.

Acreditando na teoria da conspiração, penso que juntar numa única eleição os sufrágios para Presidente, Governador, Deputados (federais e estaduais) e senadores numa única data é mais uma articulação para desorientar o eleitor que não consegue absorver tanta informação de uma única vez e vota confuso, sem uma visão maior.


Se existe dúvida em relação a este ou aquele candidato, aperte um número não válido e não coloque qualquer um em cargo de responsabilidade só por achar que deve cumprir o seu dever colocando lá alguém, pense que o país é nosso e não queremos gente despreparado ou com intenções que não sejam o de representar os seus anseios.

Afinal, se o Brasil fosse uma empresa, muitos canditatos teriam seus currículos descartados antes mesmo da primeira fase de um processo seletivo.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Transparência ???

video

E quem os colocou lá ???

Votem nulo ou conscientemente nas próximas eleições.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Visões do Futuro










Certa vez fui a uma destas pessoas que veem o futuro e perguntei o que seria de nosso país. Após olhar o jornal (achei estranho) a mulher me disse o seguinte:

“Vejo um líder popular finalmente chegando ao tão esperado poder, ele tem um passado glorioso e merece este lugar, lutou contra gigantes e venceu. A esperança se renovará e os oprimidos, pobres, excluídos sentirão que agora é o momento de todos eles ocuparem um lugar ao sol.

Espere, vejo uma mancha se aproximando como uma nuvem negra.

Este líder se mostrará mais ganancioso do que seus antecessores, enriquecerá mais os que já estão ricos e continuará a tirar até mais que os outros, tirando até a vontade de estes excluídos produzirem algo, cortando incentivos de quem quer fazer algo e dando esmola para quem não quer nada com nada.
Mas não consigo ver mais que isto, talvez haja novamente o sol tão esperado ou a nuvem continue...”

Eu, somente um curioso e descrente de previsões, segui minha vida sem entender o que ela dizia.
Só fui entender quando lembrei que a cigana era polonesa e ela havia acabado de ler o jornal que recebia semanalmente de seu país falando sobre o governo Lech Valessa, envolto em inúmeros escândalose acusações de corrupção, fazendo com que seu governo findasse de forma a minguar o passado de lutas e relegar tal líder ao esquecimento e explicando o motivo porque Lula se irrita tanto quando comparado ao polonês.
Ela leu o futuro do nosso país na história de outro, afinal a história muitas vezes se repete.
Basta porém, que final desejamos dara para o nosso líder, sabendo assim se a nuvem passará ou não nas próximas eleições. Lá a nuvem passou, será que passará aqui ?

The Choosen One



Finalmente os EUA estão se dando conta de que Israel um país de tão “escolhidos” quanto qualquer outro povo ou ser humano existente na terra endurecendo o discurso com este país.
Possívelmente por agora possuir um presidente negro e muçulmano, que talvez também entenda o outro lado da moeda a postura está mudando, afinal se estamos todos aqui, negros, judeus, católicos, siberianos, ou o que quer que seja, já fomos escolhidos, para habitar, viver e deixar viver.

Minha intenção não é tomar partido, afinal tenho descendências dos dois lados (libanesa e judia), se fosse por este mérito, mas quero deixar registrada a opinião e fazer as pessoas ao menos pensarem no assunto afirmando que Israel tem o dever de deixar que os Palestinos tenham seu território, os Estados Unidos tem o dever de ajudar os dois lados a se tornarem países livres de preconceitos, inclusive financeiramente, já que financia Israel e com isto a ruína dos Palestinos. Acho qté que neste sentido até possamos ajudar, pois, por mais que digam que exista um preconceito velado em todo brasileiro, é muito mais comum nas mesas de boteco ou nas de reunião estarmos sentados lado-a-lado “filosofando” ou negociando e respeitando a opinião dos outros, indiferente de que cor ou que formato de olhos tenham as pessoas, afirmando nossa história de país milti-racial e multicultural

Condeno os ataques de foguetes ou homens bomba, mas não posso deixar de entender suas razões. Imagine você e sua família sendo expulso de onde vivia sem mais nem menos, como ocorre desde 1948. Não teria vontade de fazer o mesmo ? Não iria querer também destilar a mágoa até a quinta geração ?
Afinal, uma ferida tão profunda não cicatriza rápido, que digam os Judeus que há todo momento arrumam motivos para "não deixarmos de esquecer do holocausto". Será que também não estão cometendo um tipo de holocausto e limpeza racial nos territórios que eles ocupam a cada dia ???

Vaso ruim não quebra



Engraçado, mesmo com toda farra de passagens aéres e o vai e vem deles, NÃO HAVIA NENHUM DEPUTADO OU SENADOR a bordo do Air France !!!
Que azar...